HOME
INSTITUCIONAL
PREVENÇÃO DE MOLÉSTIAS
MOLÉSTIAS OCULARES
CONSULTAS
EXAMES
CIRURGIAS
LENTES DE CONTATO
LASER
IMO IN COMPANY
IMO MELHOR IDADE
IMO NA MÍDIA
PRODUÇÃO CIENTÍFICA
CONTATO

MOLÉSTIAS OCULARES

Um novo olhar com a blefaroplastia

A perda da elasticidade da pele, a ação da força da gravidade, o fumo e a radiação solar são fatores que causam o envelhecimento facial e, conseqüentemente, favorecem o surgimento de alterações nas pálpebras.

A flacidez natural dos tecidos e alguns fatores genéticos e raciais têm papel preponderante no surgimento de alterações no formato das pálpebras e no aparecimento de bolsas de gordura que podem acarretar na diminuição do campo de visão. Muitas vezes, o paciente ao tentar livrar-se deste incômodo submete-se a cirurgias que levam em conta apenas o lado estético. É comum ver pacientes com olhos muito abertos, apresentando a Síndrome do Olho Seco ou sem fechar os olhos direito durante a noite, depois da realização de uma blefaroplastia feita sem o devido acompanhamento oftalmológico.

Para indicar a realização da blefaroplastia é preciso pensar nos resultados estéticos e funcionais da cirurgia. O cirurgião plástico ocular - oculoplasta - busca preservar a simetria dos olhos e sua funcionalidade, preservando e melhorando a visão do paciente.

A cirurgia

O maior objetivo da blefaroplastia é eliminar o excesso de pele e gordura ao redor dos olhos. O excesso de gordura nos olhos já começa a aparecer a partir dos 30 anos. O grau de intensidade do excesso de gordura ou de pele vai depender, sobretudo, da qualidade do tecido de cada pessoa e de fatores genéticos e características familiares. Há casos mais graves em que a pele da pálpebra superior chega a cair por cima dos cílios, ficando quase à frente da pupila, prejudicando a visão.

A blefaroplastia é uma cirurgia tranqüila, porém delicada. Dura, em média, 40 minutos. É feita com anestesia local, o que permite ao paciente ir para casa logo após o término do procedimento. Para realizá-la adequadamente, o cirurgião ocular estuda no pré-operatório com devida documentação topográfica a quantidade de pele ou gordura a ser retirada e depois realiza a cirurgia com maior precisão. Deve-se tomar muito cuidado, pois a retirada excessiva de pele ou gordura pode dar um aspecto sem mobilidade ao olho, mudando as feições do paciente e prejudicando a lubrificação e a oclusão dos olhos, ao dormir.

A cirurgia não tem o objetivo de eliminar rugas e 'pés-de-galinha'. A cirurgia das pálpebras pode até amenizar as rugas na região dos olhos, mas não é este o seu propósito maior.

Ao término da intervenção cirúrgica, a recuperação é rápida. Não há oclusão dos olhos e, geralmente, não existem dores no pós-operatório. A recomendação é que o paciente afaste-se por apenas uma semana de suas atividades profissionais e sociais. Compressas com água gelada também ajudam a diminuir o inchaço e a roxidão do local, que podem permanecer de 7 a 30 dias após a cirurgia.

O resultado pleno da cirurgia é percebido depois de três meses, quando há a acomodação dos tecidos e a cicatrização completa. Durante todo este período, o paciente deve evitar tomar sol para não atrapalhar a cicatrização e para que manchas escuras não apareçam no rosto.
INFORME LEGAL
As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.

Dr. Virgilio Centurion
Diretor Clínico
CRM-SP 13.454
MOLÉSTIAS - VEJA TAMBÉM
Problemas para discriminar cores tornam-se mais comum com a idade
Alfa-bloqueadores podem comprometer o resultado da cirurgia de catarata
Diabetes na infância pode afetar a visão?
Poluição é fator de risco para olho seco
Probabilidade de cegueira por glaucoma caiu
Crianças prematuras apresentam um risco 19 vezes maior de ter um descolamento de retina
Moradores de cidades poluídas x olho seco
Catarata a laser: cirurgia sem corte
IMO já dispõe de cirurgia de catarata a laser
Cirurgia de catarata x longevidade
+ Veja lista completa
LINKS RELACIONADOS
Quais são as principais vantagens do uso das lentes de contato?
A partir de que idade é possível operar um bebê que nasceu com catarata congênita?
Quem tem mais risco de desenvolver descolamento de retina?
Como o paciente pode saber que tem glaucoma?
BUSCA
Palavra-chave